As forças de segurança iranianas prenderam um líder da organização terrorista Mujahedin-e Khalq (MKO), que estava tentando criar caos durante o cortejo fúnebre de uma alta autoridade iraniana na capital, Teerã.

A mídia iraniana informou na quarta-feira que o membro do MKO havia sido preso no dia anterior na cidade central de Isfahan.

O terrorista tinha sido identificado pelas forças de segurança iranianas antes de entrar no país, de acordo com os relatórios.

O indivíduo tinha vindo para o Irã com o objetivo de criar o caos durante o funeral do aiatolá Akbar Hashemi Rafsanjani, que faleceu na segunda-feira.

O terrorista teria gravado vários vídeos para os canais de satélite afiliados à MKO.

O MKO, o grupo terrorista mais odiado entre os iranianos, realizou numerosos ataques terroristas contra civis iranianos e funcionários do governo nas últimas três décadas. Dos quase 17 mil iranianos mortos em atentados terroristas desde a vitória da Revolução Islâmica de 1979 no Irã, cerca de 12 mil foram vítimas dos atos de terror do MKO.

O grupo terrorista também apoiou o ex-ditador iraquiano Saddam Hussein durante a guerra de oito anos impostas pelo Iraque contra o Irã na década de 1980. Ajudando Saddam em sua repressão brutal contra seus adversários.

 

Jan 11, 2017 16:05 UTC
Comentários