• Eleições presidenciais no Irã não enfrentam ameaça à segurança

O vice-ministro iraniano do Interior para assuntos de segurança disse que a 12ª eleição presidencial do Irã e as eleições municipais não estão enfrentando nenhuma ameaça à segurança.

Hussein Zolfaqari disse na entrevista coletiva nesta quarta-feira que o Irã previu quaisquer possíveis questões de segurança que possam surgir durante as eleições e providencia a atenção necessária sobre todos os acontecimentos dentro e fora do país.

"Atualmente, não há ameaças na véspera das eleições presidenciais e municipais", acrescentou. Zolfaqari disse que uma comissão composta pelo Estado-Maior das Forças Armadas Iranianas, o Corpo de Guardas da Revolução Islâmica (IRGC), o exército, a polícia e o Ministério da Inteligência, foi criada no Ministério do Interior.

Ele acrescentou que três subcomitês - nomeadamente o monitoramento de inteligência, o ciberespaço, bem como operações e segurança - estavam trabalhando sob a supervisão da comissão para garantir a segurança das próximas eleições.

Zolfaqari assinalou que um total de 260 mil forças seriam encarregadas de fornecer segurança no dia das eleições. O Irã fará a 12ª votação presidencial em 19 de maio, e no mesmo dia os eleitores irão às urnas em todo o país para votar nas eleições de Conselhos Municipais e Vilarejas.

Na segunda-feira, o comandante das Unidades Especiais da Força de Polícia iraniana disse que 20 mil policiais especiais seriam instaladas em todo o país para garantir a segurança dos votos.

Hussein Karami disse que há muito tempo os esforços foram feitos para assegurar que as eleições de 19 de maio sejam realizadas em uma "atmosfera de segurança e ordem".

 

Apr 19, 2017 18:33 UTC
Comentários