• Petroleiro iraniano perto da China entra nas águas japonesas

O petroleiro iraniano que pegou fogo no Mar da China Oriental depois de colidir no sábado com um navio a granel chinês, o CF Crystal, foi arrastado pelo corrente à zona econômica exclusiva do Japão, conforme anunciado pela Guarda Costeira na sexta-feira. Japonês

O petroleiro Sanchi, que está incendiado a quase uma semana do acidente, entrou nas águas japonesas na quinta-feira a tarde nas proximidades a 300 km a noroeste da ilha de Amami Oshima, disse um porta-voz da 10ª Regional da Guarda Costeira de Kagoshima, citada pela agência de notícias britânica Reuters.

A este respeito, o funcionário japonês sublinhou que as autoridades chinesas não aceitaram uma oferta de assistência apresentada por Tóquio, afirmando que o solicitarão quando necessário.

Da mesma forma, acrescentou que a Guarda Costeira enviou navios e aviões para monitorar a situação.

Como resultado do incidente, 32 membros da tripulação - incluindo 30 iranianos e dois marinheiros de Bangladesh - desapareceram do navio que estava transportando petróleo do Irã para a Coréia do Sul  .

 

Jan 12, 2018 20:36 UTC
Comentários