• Vice-presidente do Irã pede mais esforço em neutralizar a guerra econômica do inimigo

Pars Today- O primeiro vice-presidente do Irã disse na terça-feira que o país deve usar todas as suas capacidades para se posicionar contra a guerra econômica do inimigo.

"Estamos diante de uma situação nova e difícil, em relação à guerra econômica travada pelo inimigo contra o Irã, e devemos lutar com força", disse Eshaq Jahanguiri, em uma cerimônia para inaugurar um projeto de expansão do Complexo Siderúrgico Saba, em Esfahan.

"O país agora está em uma era histórica inédita, pois, segundo autoridades norte-americanas, o Tesouro dos Estados Unidos se transformou em uma sala de guerra econômica contra o Irã", disse Jahanguiri.

"O comportamento deles mostra que pretendem exacerbar as condições econômicas no Irã e, ao promover descontentamento entre o público iraniano, atingir seus objetivos", disse ele. "Esta é uma estratégia adotada pelos Estados Unidos, o regime sionista de Israel e dos sauditas", disse o primeiro vice-presidente iraniano.

 Jahanguiri continuou enfatizando que, para lidar com as medidas dos EUA, tanto as pessoas quanto as autoridades no Irã precisam adotar uma estratégia apropriada. "Devemos, através de resistência, planejamento preciso e implementação cuidadosa [de nossos projetos] frustrar as conspirações de Washington", disse ele.

"Devemos manter a economia do país para tranquilizar o sustento do povo", acrescentou o primeiro vice-presidente. Ele disse que a guerra econômica dos EUA não está restrita ao Irã, já que Washington está envolvido em uma guerra econômica com a China.

O presidente dos Estados Unidos [Donald Trump] quer impor novas sanções contra o Irã nos próximos três a seis meses, disse Jahanguiri. "A Casa Branca também está pressionando seus aliados para se unirem aos EUA na guerra econômica contra o Irã", acrescentou.

Jahanguiri acrescentou que um de seus principais objetivos dos EUA é cortar as exportações de petróleo do Irã para zero. "Mas, para atingir esse objetivo, Washington precisa convencer outros países a ceder às pressões dos EUA e aceitar uma postura trivial discreta", disse ele.

O primeiro vice-presidente do Irã disse que o país colocou em prática mecanismos para lidar com as sanções dos EUA e está envolvido em negociações com compradores do petróleo iraniano para evitar qualquer problema. "Com relação às exportações não petrolíferas do Irã, novamente fizemos muito planejamento para abortar seus lotes e afastar quaisquer problemas na exportação de nossas commodities não petrolíferas, incluindo aço, cobre e produtos petroquímicos", disse Jahanguiri.

Referindo-se ao acordo nuclear de 2015 com o Irã, ele disse que "devemos ver como estão comprometidas as outras partes do acordo na prática e que garantias elas vão oferecer". "O Irã está comprometido com todas as obrigações do JCPOA, mas as outras partes não conseguiram", destacou Jahanguiri.

 

Tags

Jul 11, 2018 04:21 UTC
Comentários