• Portugal condena a Construção de novos assentamentos israelenses nos territórios ocupados

O Governo Português lamenta profundamente a decisão do governo israelita de criar novos assentamentos na Cisjordânia, o primeiro desde 1991.

Devido à sua localização geográfica no interior de território ocupado, este colonato constituirá mais um sério impedimento à viabilidade de um Estado Palestiniano. O Governo Português lamenta, igualmente, a decisão de avançar com a construção de cerca de 2000 novas habitações nos colonatos de Alfei Menashe Beitar Illit, Beit Arie e Karnei Shomron, bem como com a expropriação de mais de 90 hectares, que visa possibilitar a legalização retroativa de três postos avançados israelitas.

O Governo Português insta as autoridades israelitas a reconsiderar estas decisões, as quais acrescentam novos obstáculos às perspectivas de concretização da solução de dois Estados e representam mais um obstáculo à paz e segurança para a região.

Portugal reitera que a expansão dos colonatos na Cisjordânia e em Jerusalém Oriental constitui uma violação do direito internacional e insta as partes a evitar ações unilaterais que aumentem os riscos de uma nova escalada de violência a demonstrar o seu compromisso para com a paz.

 

Apr 13, 2017 06:54 UTC
Comentários