• Presidente moçambicano promete aos cidadãos proteção dos ataques armados

O Presidente moçambicano, Filipe Nyusi, garantiu hoje à população de Cabo Delgado que as Forças de Defesa e Segurança estão a trabalhar para proteger os distritos da província dos homens armados que têm protagonizado ataques desde outubro na região.

"As Forças de Defesa e Segurança estão no terreno e estamos a fazer tudo para resolver esta preocupação", disse Filipe Nyusi, momentos após a sua chegada ao distrito de Mocímboa da Praia, na província de Cabo Delgado, norte de Moçambique, onde efetua uma visita de trabalho.

O chefe de Estado moçambicano apelou à população da província para elevar os níveis de vigilância, evitando que mais jovens sejam coagidos por estes "grupos inimigos".

"Não existe um irmão ou vizinho que mata o outro e é considerado amigo. Se mata o outro deve ser considerado inimigo", acrescentou Filipe Nyusi, apelando à população para manter a calma.

Além de Mocímboa da Praia, o chefe de Estado moçambicano visitou o distrito de Palma, onde reiterou, durante um comício popular, que as Forças de Defesa e Segurança vão fazer tudo para proteger a população.

"Nenhum moçambicano deve ser morto enquanto este Governo existe. Não vamos deixar, vamos defender até ao último cidadão", conclui Filipe Nyusi.

Os distritos de Mocímboa da Praia e de Palma têm sido atingidos por violência protagonizada por grupos armados, alegadamente de inspiração islâmica.

Desde outubro de 2017, data em que foi registado o primeiro ataque na vila de Mocímboa da Praia, dezenas de pessoas já perderam a vida.

Só na mais recente vaga de violência, desde 27 de maio, morreram pelo menos 29 habitantes, 11 supostos agressores e dois elementos das forças de segurança, segundo números das autoridades e testemunhos da população à Lusa.

Centenas de casas foram incendiadas e bens da população têm sido pilhados, obrigando famílias a fugir, nos distritos afetados pela violência.

Jun 29, 2018 17:03 UTC
Comentários