• Itália se junta aos EUA e França para destruir a Síria

Pars Today- A Itália envia tropas para o leste da Síria, onde também estão empregados militares dos EUA e a França, para apoiar as chamadas Forças Democráticas da Síria (FDS).

As tropas foram enviadas há cerca de uma semana para áreas controladas por um dos grupos armados em uma região próxima à fronteira com o Iraque, segundo a agência estatal turca Anadolu, citada por fontes locais.

Segundo fontes, que declaram sob condição de anonimato, os soldados italianos - o número é desconhecido - chegaram na semana passada na cidade de Al-Hasaka, do Iraque, antes de se dirigir a Deir Ezzor, no leste da Síria.

E já nessa cidade, os soldados foram para a base militar dos EUA. Na região rica em petróleo de Al-Omar, indicam as fontes, onde colaborarão com a milícia curda Unidades Populares de Proteção (YPG, por sua sigla em Curdo), que faz parte da FDS.

Entre os militares italianos estão conselheiros militares que já ajudaram as forças norte-americanas e francesas em outras operações na Síria, realizadas sob o pretexto de combater o grupo terrorista ISIL (Daesh, em árabe). Os soldados, no entanto, até agora não participaram de nenhuma operação militar, detalha a mídia turca.

O exército sírio cercou o grupo terrorista Daesh em duas áreas fronteiriças separadas, perto da fronteira com o Iraque, particularmente perto de Deir Ezzor e Al-Hasaka. A Rússia, que apóia o governo sírio em sua luta contra o terrorismo, denuncia que os únicos focos de resistência do Daesh estão em áreas controladas pelos Estados Unidos.

Operações nos EUA e seus aliados no território sírio não são autorizados pelo governo de Damasco. De fato, a Síria e a Rússia denunciam que a maior parte do apoio financeiro e de armamento fornecido à "oposição síria imaginária" acaba nas mãos de grupos terroristas como o Daesh ou a Frente Nusra (a autoproclamada Frente Fath Al-Sham).

 

Jun 13, 2018 19:27 UTC
Comentários