• John Kerry adverte Pequim contra zona de defesa aérea no Mar do Sul da China

O secretário de Estado norte-americano, John Kerry, advertiu hoje contra a criação, por Pequim, de uma zona de identificação de defesa aérea na disputada zona do Mar do Sul da China, durante uma visita à Mongólia.

"Nós iríamos considerar uma zona de identificação de defesa aérea (ADIZ, na sigla inglesa) sobre grandes áreas do Mar do Sul da China como um ato provocador e desestabilizador que elevaria automaticamente as tensões", disse John Kerry, numa conferência de imprensa em Ulan Bator, capital da Mongólia.

"É fundamentel que nenhum país tome medidas unilaterais para militarizar a região", acrescentou.

Em fevereiro de 2013, Pequim anunciou unilateralmente a criação de uma "zona de identificação de defesa aérea" por cima de uma grande parte do Mar da China Oriental, zona que engloba as ilhas Senkaku, um arquipélago administrado pelo Japão, mas reivindicado pela China sob o nome de Diaoyu.

Esta iniciativa provocou uma tempestade diplomática, com reações hostis de vários países da região Ásia-Pacífico, onde as ambições marítimas da China inquietam cada vez mais.

As novas regras ditadas por Pequim implicam que os aviões que queiram passar na zona comuniquem o plano de voo, divulguem a sua nacionalidade e permaneçam em contacto rádio com as autoridades chinesas.

Tags

Jun 05, 2016 06:14 UTC
Comentários