• Surata Al Imran (A Família de Imran), versículos 110-115

Prezados ouvintes ao expressar as nossas saudações, oferecemos mais outro capitulo do programa “Estrada para a luz” e juntos apreciamos das palavras profundas do Alcorão Sagrado.

No inicio escutamos a recitação do versículo 110 da surata Al-Imran:

كنتم خير أمة أخرجت للناس تأمرون بالمعروف وتنهون عن المنكر وتؤمنون بالله ولو آمن أهل الكتاب لكان خيرا لهم منهم المؤمنون وأكثرهم الفاسقون

Sois a melhor nação que surgiu na humanidade, porque recomendais o bem, proibis o ilícito e credes em Allah.  Se os adeptos do Livro cressem, melhor seria para eles. Entre eles há crentes; porém, a sua maioria é depravada. (110)

A maioria das pessoas imagina que a religião é uma série de mandatos e rituais rígidas em relação à pessoa com o seu Deus. Portanto, se limitam a religião somente a oração, a jejum e ao Alcorão, enquanto, os principais mandatos divinos dizem respeito à dimensão social do homem ou a manutenção de relações melhores com outros membros da comunidade, inclusive do ponto de vista religioso, a oração tem mais valor quando for realizado coletivamente e com outros muçulmanos e como um todo e não individualmente.

Um dos mais importantes programas religiosos para proteger a comunidade humana de qualquer maldade ou impureza é o dever de encorajar ao bem e proibir os maus ou os ilícitos.

Tal como definimos nos programas anteriores, este dever é realizado em duas etapas, um por um grupo especial responsável pela supervisão das condutas sociais e seu controle; esta etapa foi definida no versículo 104 desta mesma surata e o segundo estágio como um dever publica e cívico, é uma responsabilidade de todos os muçulmanos e neste versículo se refere a isso.

Esses mandatos divinos mostram que o homem não é apenas responsável por sua melhoria, como também é responsável pela melhoria e o desenvolvimento da comunidade e, por compaixão, deve tentar aumentar as boas ações e remover os ilícitos e se fosse assim, surgirão as melhores nações e como modelo adequado podem se oferecer a outras comunidades humanas.

A partir desses versículos, aprendemos isso:

1-Aconselhar ao bem sem combater às maldades não tem tantos resultados benéficos, é por isso que, juntamente com a encorajar a bem, foi proposto a fazer proibir o mal.

2-Aconselhar aos outros, não depende da idade, de habilidade ou a riqueza e da posição. Cada muçulmano tem o direito de ordenar ao bem e proibir do mal aos outros muçulmanos, em qualquer posição que ele ocupe.

3-Um dos critérios da superioridade e a seleção de pessoa é o dever de ordenar o bem e proibir o mal. Uma pessoa pode assumir a responsabilidade da comunidade que seja benevolente e compassivo.

4-Para ser a melhor nação se exige a fé e a pratica e que a pratica deve ser no caminho da melhoria da comunidade e não somente como realização de deveres individuais.

Agora lemos os versículos 111 e 112 da surata da família Imran:

لن يضروكم إلا أذى وإن يقاتلوكم يولوكم الأدبار ثم لا ينصرون

Porém, não poderão causar-vos mal algum; e caso viessem a vos combater, bateriam em retirada e jamais seriam socorridos. (111)

ضربت عليهم الذلة أين ما ثقفوا إلا بحبل من الله وحبل من الناس وباءوا بغضب من الله وضربت عليهم المسكنة ذلك بأنهم كانوا يكفرون بآيات الله ويقتلون الأنبياء بغير حق ذلك بما عصوا وكانوا يعتدون

A vergonha estará sobre eles onde se encontrarem, a menos que se apeguem ao vínculo com Allah e ao vínculo com o homem. E incorreram na abominação de Allah e foram condenados à destituição, por terem negado os Seus versículos e assassinado iniquamente os profetas, bem como por terem desobedecido e transgredido os limites divinos. (112)

Esses versículos são anúncios para os muçulmanos que resistam na sua fé e que com a união e a colaboração se esforçam para melhorar a comunidade através de ordenar o bem e proibir o mal.

Estarão seguros ante o inimigo e jamais um perigo os ameaçará, ao contrario, esse inimigo se tornou humilde diante de você. Estes versículos que se revelaram sobre a tribo judaica, são uma das previsões do Alcorão que foram concretizadas ao longo da história, uma vez que esta tribo sempre foi mesquinha e nunca teve popularidade, honra e virtude.

Mesmo hoje, que também a economia e a propaganda do mundo estão controladas por judeus ricos, nenhum país independente do mundo se governa com base na escola judaica e o Israel é também um regime usurpador, que sempre foi odiado por todos os povos e tal como um ladrão ou um criminoso que cria o temor no coração do povo e, às vezes, ganha uma renda imensa, mas nunca disfruta de um lugar elevado e continuando desprezível pelo povo.

A partir desses versículos, aprendemos isso:

A fé em Deus é uma força firme que impede a penetração do inimigo e é a fonte para o seu fracasso.

O segredo da honra e dignidade é duas coisas; uma é a forte relação com Deus, e a outra é o bom relacionamento com o povo, se vincular com estes esses dois pactos, nenhuma força tem o poder de penetrar na comunidade.

O pecado e a agressão são grandes fatores de humilhação e aflição.

Agora lemos os versículos 113, 114 e 115 da sura da Família Imran:

ليسوا سواء من أهل الكتاب أمة قائمة يتلون آيات الله آناء الليل وهم يسجدون

Os adeptos do Livro não são todos iguais: entre eles há uma comunidade justiceira, cujos membros recitam os versículos de Allah, durante a noite, e se prostram ante o seu Senhor, (113).

يؤمنون بالله واليوم الآخر ويأمرون بالمعروف وينهون عن المنكر ويسارعون في الخيرات وأولئك من الصالحين

Crêem em Allah e no Dia do Juízo Final, aconselham o bem e proíbem o ilícito, e se emulam nas boas ações. Esses contar-se-ão entre os virtuosos. (114)

وما يفعلوا من خير فلن يكفروه والله عليم بالمتقين

Todo o bem que façam jamais lhes será desmerecido, porque Allah bem conhece os piedosos. (115)

Após os versículos anteriores que descreveram as tramas e os planos de um grupo adeptos de Livro para desviar os crentes, esses versículos se referem a benfeitores e virtuosos seguidores do Livro e dizem: Não imagine que todos sejam iguais, mas a maioria deles também a semelhança dos muçulmanos faz adoração a Deus e prostrado à meia-noite, eles acreditam em Deus e no juízo final, e também querem promover a bondade e desejam remover a maldade e são pioneiros na realização de bons atos em sua comunidade. 

É natural que Deus não ignore as boas ações de tais pessoas, ele receberão a misericórdia e benções de Deus, já que a fé e a boa ação seja de quem for, são aceitas por Deus.

Esta visão do Alcorão face aos adeptos do livro e o método justo em encarar com eles deve ser uma lição e um padrão para os muçulmanos no modo de conduta concernente aos não-muçulmanos.

Se nós, como este livro celestial, fossemos justos e equitativos, nosso comportamento marcaria a melhor forma de atrair os outros para o Islã e não eram necessárias muitas propagandas.

A partir desses versículos, aprendemos isso:

1-É melhor aceitar os bons atos e a perfeição de cada pessoa que vimos e, então, confessá-los apenas com a crítica de outros, não devemos ignorar suas boas ações.

2-À noite, quando as pessoas estão dormindo, é o momento certo para conversar com Deus e orar.

3-Ordenar o bem e proibir o mal também existem em outras religiões e não pertence apenas a nós muçulmanos. Tanto a conversa com Deus durante a noite quanto à oração individual são necessárias, além de aconselhar para o bem e proibir o mal em uma base diária para o melhoramento dos assuntos da comunidade.

4-O Alcorão Sagrado deu prioridade a “aconselhar ao bem que proibir o ruim”, porque se as portas da bondade forem abertas às pessoas, eles fecharão o caminho ao ilícito. 

5-A veracidade dos bons atos aumentará o seu valor, porque é melhor ser um pioneiro na realização do bem.

 

Jan 27, 2018 05:55 UTC
Comentários