• Zeinab (que a paz esteja com ela), orgulho para a sociedade humana (pelo  motivo de seu nascimento)

Estamos no aniversário do nascimento da Luz da família do profeta do Islã, hazrat Mohammad(P). A chegada ao mundo desta grande Dama, a filha de Hazrat Ali (cumprimentos seja para ele) Hazrat Fátima (cumprimentos seja para ela), inflamou os lumes da ira contra a injustiça. Felicitamos nossos queridos ouvintes pelo aniversário do nascimento de Hazrat Zeinab.

Zeinab Kobra nasceu em Medina no dia 5 do mês de Yamadiulaval do ano 5 da hégira. Quando nasceu a primeira filha do Hazrat Ali e a Hazrat Fátima, o profeta de Deus estava de viagem, então, os pais da recém nascida esperaram  que Mohammad(P) regressasse para que desse o nome da pequena. O profeta de Deus, após um tempo, regressou e por ordem de Deus chamou à bendita menina por Zeinab já que parecia-se com a sua avó Khadiye. A esposa do profeta Mohammad (P), no início do mandato sofreu muitas moléstias e com valentia e sacrifício esforçou-se para que resguardar no Islã e promover seu crescimento, de igualmente que Hazrta Zeinab, também, com sua paciência e tolerância diante das mais fortes pressões, impediu que o Islã corresse perigos. Zeinab iniciou sua vida em uma casa que foi centro da felicidade e perfeição . Esta grande dama aproveitou dos conhecimentos de seu pai o Hazrat Ali e sua alma cresceu no regazo de sua mãe que gozava de modéstia e castidade, assim mesmo, aprendeu a tolerância de seu irmão Hasan (P) e a valentia de seu irmão Hossein (P).

Por tanto, a neta do Mensageiro de Deus dominava as ciências e a sabedoria divina, além de desfrutar de grandes virtudes morais.

Em sua infância, seu grande pai disse-lhe "Filha minha, dei um", Ela respondeu "um". Depois Ali (P) disse "Agora, dei   dois". Neste momento, a Hazrat Zeinab ficou calada.  Ali (P), rompendo esse silêncio, perguntou "Por que ficou calada, minha filha? Zeinab respondeu: "Meu Pai , não posso dizer dois com a mesma língua que disse um". Estas palavras indicam a crença profunda para o monoteísmo do Criador do Universo que sentia aquela hazrat em sua própria carne desde sua infância.

A personalidade de Zeinab formou-se de maneira que era um manifesto das virtudes e da perfeição do profeta do Islã e de seus pais. Os esforços de Zeinab para adquirir os conhecimentos da ciência e da sabedoria é um exemplo eterno de sua figura para as mulheres muçulmanas e não muçulmanas. Quando o Hazrat Ali (P), durante seu califato, se mudou para a cidade de Kufa no Iraque, muitas mulheres interessadas no conhecimento transmitiram ao Imam esta mensagem: "Temos escutado que sua filha, como sua mãe, Zahra de Marziese, educou-se e cresceu no Islã e sua fama é  muito conhecida por todos, então, lhe pedimos estar presentes na classe de interpretação do Alcorão". Durante a estadía do Imam Ali em Kufa, permitiu-lhe a sua sábia filha educar as damas muçulmanas deste lugar e ensinar-lhes a resolver problemas científicos e religiosos. As pessoas se beneficiavam dos conhecimentos da Hazrat Zeinab. Seus discursos durante as viagens a Kerbala, Kufa e Sham, como seus sermões e palavras que pronunciou em diferentes ocasiões dirigidos aos tiranos e opresores de seu tempo, todos revelam o nível de conhecimento e a excelência desta grande dama.

Uma das características de Hazrat Zeinab foi por sua valentia, O encontro daquela hazrat com os inimigos foi surpreendente.  Ela com todo seu coração se levantou contra os tiranos. Zeinab conhecida como "a valente de Hashemi", como se fosse um homem, gritou ao inimigo tirano,  o certo , o desprezou e não se assustou perante ninguém. Ela não tinha medo da espada dos assassinos.  Zeinab em uma reunião com Ebne Ziad, o governador de Kufa, restando importância a seu poder superficial, em mostra de desprezo, sentou-se em um rincão e não atendeu a suas perguntas, ademais, o tachou de lascivo "e  licencioso" e lhe disse: "Graças a Deus que através de seu Enviado nos deu a dignidade e nos purificou da maldade. Por verdadeiro, a maior desgraça é para os infieles e os malvados que mentem, e você não pertence a nós". Ao mesmo tempo, ante as palavras agressivas de Yazid, Zeinab demonstrou sua valentia Alavi e disse-lhe: "eu olho você com mais desprezo do que falo você, pois, devido a esta época na que gente se desviou do caminho de razão, tem o poder do que abusa  e com o que tem feito mártir ao filho do profeta e faz que nós, as mulheres da família do Profeta, sejamos exibidas pelas praças dos mercados descobertas".

Um das características mais destacadas da Hazrat Zeinab é sua paciência. Ela experimentou das mais pesadas, molestas e dolorosas situações no campo de batalha durante a tragédia de Kerbala. O nome de Zeinab alumia a cume das mulheres de Ashura. Desde o princípio do levantamento do Imam Hussein, Zeinab com seus dois filhos estiveram com o Imam Hussein. Após o martírio do Imam Hossein (P) e seus 72 companheiros , Zeinab tinha uma ferida profunda em  seu  coração, mas sabia que após Hussein, era ela que tinha que estar ao lado do Imam Sayad para o ajudar a orientar ao resto dos muçulmanos para seu destino. Estava muito desesperada mas com autoconfiança e uma alma grande, superou aquela condição dura e critica. Apoiou às mulheres e os meninos prisioneiros que sofriam as medidas dos  tiranos e em qualquer bairro, dava a conhecer o sacrifico de seu irmão Hussein e revelava a verdade de sua luta.

Zeinab, na reunião com  Yazid e EbneZiad, realizou seu labor de mensageira culminante e com seu esclarecimento apresentou ao verdadeiro vencedor da batalha de Karbala. Em Kufa, Ibn Ziad o comandante cruel que governava Kufa, tratou de ignorar as palavras de Zeinab e lhe perguntou: Oh Zeinab!, como é o trabalho de Deus com sua família? Zeinab respondeu: "não tenho visto nada, exceto beleza e o martírio estava escrito para minha família que agora descansa em paz".

O auge do sacrifício e a generosidade da filha de Ali( que a paz esteja com ele) mostrou-se no dia de Ashura. Zeinab, naquele dia, ofereceu todo o que possuía ao Senhor. Nesse dia trágico, pela manhã, acompanhada de seus filhos, Mohammad e Awn  foi a ver seu irmão e disse-lhe: "Meu ancestro, o profeta Ibrahim, aceitou o pedido de Deus de sacrificar a seu filho Ismail. Irmão, por minha mãe, permite aos filhos de sua irmã que acompanhem você na luta, se permitissem às mulheres combater, sacrificaria minha vida mil vezes no caminho de Alá e na cada momento pedisse ser martirizada". Depois acrescentou: "quero que meus filhos se dirijam ao campo de batalha antes que meus sobrinhos". Seus dois filhos Mohamed e Own, ambos foram feitos mártir no palco de guerra com os inimigos. Os colegas do Imam foram a vê-la mas Zeinab não suportou ver seu irmão envergonhado. Por isso, não deixou a loja e deu graças a Deus que seus filhos martirizados fossem o orgulho no caminho da defesa do Islã e o Imamato.

A modo de colofón, referimos-nos ao lugar da abnegação de Zeinab refletido em suas palavras pronunciadas ao meio dia de Ashura quando se acercou ao corpo sangrando de seu irmão e seu líder, o Imam Hossein(P). "Deus, aceita este presente e sacrifício por parte da casa profética" foram suas gloriosas palavras que mostram o fim de sua piedade e generosidade ao mundo.

 

Tags

Jan 24, 2018 18:08 UTC
Comentários