May 06, 2017 07:48 UTC
  • Estados Unidos têm mais de 800 bases militares em todo o mundo

Mais de 30 países defendem a extinção da presença militar estrangeira no território nacional e exigir a devolução de Guantánamo ocupada por EUA.

O Departamento de Defesa dos EUA afirma que 587 instalações militares norte-americanas de diferentes tamanhos existem no exterior. Por sua parte, o presidente do Centro Brasileiro de Solidariedade aos Povos e Luta pela Paz, António Barreto, que participa do 5º Seminário da Paz e Abolição das bases estrangeiras militantes, realizada até sábado na Baía de Guantánamo, em Cuba, precisou que 800 bases militares têm o governo dos Estados Unidos (EUA) em todo o mundo. "Essas bases que representam uma ameaça para a humanidade têm como protagonista imperialismo norte-americano, que atualmente tem mais de 800 bases militares presentes em todos os continentes", disse Barreto.

O atual governo dos EUA, liderado por Donald Trump, "não tende a reduzi-los, mas, pelo contrário, a construção de novas bases, como tem feito na Argentina, na Colômbia e em outros territórios, particularmente aqui em nossa América", disse o representante brasileiro.

Barreto alertou para o perigo de uma conflagração nuclear ocorrer na península coreana, onde os EUA têm presença militar e onde a Coreia do Norte está desafiando a comunidade internacional com uma série de testes de mísseis balísticos.

"Esta luta pelo fim das bases militares em todo o mundo é uma luta pela paz mundial", reforçou o pacifista brasileiro e acrescentou que "as pessoas de 36 países e organizações de todos os continentes" estão presentes na Baía de Guantánamo, em casa do seminário de sua primeira edição, que terminará sábado com uma série de propostas para uma campanha anti-guerra global.

Entre as iniciativas a criação do Dia Mundial pelo Encerramento de Bases Militares Estrangeiras em 28 de fevereiro, para fornecer uma estrutura para desenvolver atividades em torno do problema.

 

Tags